Fevereiro Laranja

A campanha Fevereiro Laranja alerta sobre a leucemia, câncer que afeta os glóbulos brancos. Na medula óssea são encontradas as células que dão origem aos glóbulos brancos (leucócitos), aos glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos) e às plaquetas. Na leucemia uma célula sanguínea que ainda não atingiu a maturidade sofre uma mutação genética e se transforma […]

A campanha Fevereiro Laranja alerta sobre a leucemia, câncer que afeta os glóbulos brancos.

Na medula óssea são encontradas as células que dão origem aos glóbulos brancos (leucócitos), aos glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos) e às plaquetas.

Na leucemia uma célula sanguínea que ainda não atingiu a maturidade sofre uma mutação genética e se transforma em uma célula cancerosa. Essa célula anormal não funciona de forma adequada, multiplica-se mais rápido e morre menos do que as células normais, sendo as células sanguíneas saudáveis substituídas por células anormais.

Existem mais de 12 tipos de leucemia e as denominações se referem à velocidade com que a doença evolui e torna-se grave (crônica ou aguda) e ao tipo de glóbulos brancos que afetam (linfóides ou mieloides).

As causas ainda não estão definidas, mas suspeita-se que tabagismo, benzeno, radiações ionizantes, formaldeído, exposição a agrotóxicos, solventes, diesel entre outros podem estar relacionados a alguns tipos de leucemia.

Os principais sintomas ocorrem devido a diminuição ou ausência das células sanguíneas normais: anemia com fadiga, falta de ar, palpitação, baixa da imunidade, sangramentos nas gengivas e nariz, manchas roxas e/ou pontos roxos na pele, aumento dos gânglios linfáticos, febre ou suores noturnos, dores nos ossos e nas articulações. Náuseas, vômitos, visão dupla e desorientação podem ocorrer se existir comprometimento do sistema nervoso central.

A detecção precoce é fundamental para que haja maior chance de tratamento.

Nas leucemias agudas o tratamento envolve quimioterapia e, em alguns casos, é indicado o transplante de medula.

Para se tornar um doador de medula óssea é necessário:

– Ter entre 18 e 55 anos de idade.

– Estar em bom estado geral de saúde, sem doença infecciosa ou incapacitante ou doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.

Outras notícias

Dezembro Laranja

  Dezembro é um mês para a conscientização do câncer da pele, por isso acontece o Dezembro Laranja, uma ação que faz parte da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele. O câncer de pele é o tipo de câncer de maior incidência no Brasil, com cerca de 180 mil novos casos ao ano. Para […]

Dia Nacional da Mamografia

  O Dia Nacional da Mamografia é comemorado em 5 de fevereiro com a intenção de sensibilizar a população sobre a importância do exame, já que o câncer de mama é uma das doenças que mais matam mulheres no Brasil e no mundo. O que é? A mamografia é um exame de raio X das […]

Cuidados com a audição e o uso de fones de ouvido

  A exposição a locais com grande intensidade de ruídos e a utilização de equipamentos portáteis com fones de ouvido geram uma preocupação por parte da população em torno da saúde auditiva, visto que ambas podem a curto ou longo prazo trazer comprometimentos ao sistema auditivo. O uso de equipamentos portáteis com fones de ouvido […]