Festas de fim de ano: evite os excessos

  Nas festas de final de ano são comuns os males decorrentes dos excessos na alimentação.  A grande variedade de alimentos nas ceias pode causar problemas digestivos e até intoxicação, caso os pratos preparados não sejam armazenados de forma adequada, por exemplo. Uma alimentação adequada e saudável deve se tornar rotina, inclusive no período de […]

 

Nas festas de final de ano são comuns os males decorrentes dos excessos na alimentação.  A grande variedade de alimentos nas ceias pode causar problemas digestivos e até intoxicação, caso os pratos preparados não sejam armazenados de forma adequada, por exemplo.

Uma alimentação adequada e saudável deve se tornar rotina, inclusive no período de festas e feriados. Afinal, é possível comer o que se gosta de forma moderada e saudável, evitando problemas como gastrite, diarreia ou intoxicação alimentar.

O Ministério da Saúde, faz quatro recomendações básicas para manter a alimentação saudável:

  • Fazer dos alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação;
  • Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias;
  • Limitar o uso de alimentos processados, consumindo-os em pequenas quantidades;
  • Evitar os alimentos ultraprocessados.

Recomenda-se aproveitar estes momentos de confraternização para preparar as refeições em casa, compartilhando com família e amigos, evitando comprar produtos prontos, com grandes quantidades de óleo, açúcar, sal, gordura, conservantes e corantes.

Atenção também com as altas temperaturas, pois cuidados com o armazenamento dos alimentos, evitando a proliferação de microrganismos, são fundamentais. Entre os principais sintomas causados pela comida contaminada estão vômito, diarreia, dor abdominal e náuseas.

A contaminação pode ocorrer tanto pela falta de higienização adequada das mãos, quanto dos utensílios de armazenamento e superfícies da comida. Fatores como a umidade do ar, animais domésticos, lixo e a água utilizada no preparo também podem contribuir para uma possível contaminação.  Além disso, os alimentos que necessitam de refrigeração devem ser mantidos dentro de freezers ou refrigeradores até o momento do consumo, guardando-os imediatamente após.

É importante também ter cuidado especial com o consumo de bebidas alcoólicas. O ideal é evitar o consumo excessivo, pois além do uso abusivo de álcool ser responsável por diversos problemas para a saúde, aumenta também o risco de acidentes no trânsito.

No caso de ingerir bebida alcoólica, o melhor é consumir com moderação e acompanhada de alguns cuidados, como manter o organismo hidratado, intercalando a bebida com água regularmente, pois desta forma a ingesta de bebida é menor, além dos componentes serem diluídos, reduzindo a desidratação, que é a principal causa da ressaca.

Após a ingestão de grande quantidade de bebida é necessário desintoxicar o organismo, eliminar o álcool e repor os nutrientes perdidos. Para repor os sais minerais é recomendado ingerir muita água e água de coco e para recuperar o equilíbrio do organismo. Na manhã seguinte é importante ingerir alimentos que ofereçam vitaminas, minerais, antioxidantes e água, inibindo assim os efeitos da desidratação.

Outras notícias

Terapia Ocupacional

  Terapia Ocupacional é a área da saúde responsável por promover bem-estar, tratamento e reabilitação de indivíduos portadores de alterações cognitivas, afetivas, perceptivas e psicomotoras, decorrentes ou não de distúrbios genéticos, traumáticos ou de doenças adquiridas.  A sociedade moderna possui uma gama de problemas que são reflexo da rotina de estudo, trabalho e falta de […]

Conjutivite

    Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia, surtos de conjuntivite podem ocorrer em qualquer época do ano. No entanto, eles são comuns nos meses da primavera e do verão, pois o calor, a umidade e também o tempo muito seco favorecem a disseminação dos agentes infecciosos, como vem acontecendo nesse período nos […]

Plano de Saúde: use de forma consciente

  O plano de saúde é um dos benefícios mais apreciados pelos funcionários de uma empresa. Porém, o seu uso incorreto pode contribuir diretamente para o aumento do reajuste da participação de cada funcionário.  Para que o plano de saúde não sofra reajustes, é preciso que a contribuição dos funcionários e da empresa seja suficiente […]