Dia Mundial da Alergia

  Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 30% da população mundial tem alergia. No país, dados do Ministério da Saúde indicam que essa condição acomete 35% dos brasileiros. Alergia ou reação de hipersensibilidade, é uma resposta exagerada do sistema imunológico após a exposição a uma série de agentes , em indivíduos predispostos geneticamente. […]

 

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 30% da população mundial tem alergia. No país, dados do Ministério da Saúde indicam que essa condição acomete 35% dos brasileiros.

Alergia ou reação de hipersensibilidade, é uma resposta exagerada do sistema imunológico após a exposição a uma série de agentes , em indivíduos predispostos geneticamente.

Agentes que costumam causar alergias são:

Ácaros

Fungos

Insetos,Pelos de animais

Pólens

Alimentos

Medicamentos.

A herança genética é a base para se ter alergia, entretanto ela só será desencadeada com a exposição a fatores ambientais. Pode acometer indivíduos em qualquer faixa etária, sendo atualmente considerada um problema de saúde pública por acometer uma parte importante da população mundial, comprometendo de forma significativa a qualidade de vida de adultos e crianças.

A gravidade das alergias varia de pessoa para pessoa e pode causar desde uma irritação menor a anafilaxia – uma emergência potencialmente fatal. Embora a maioria das alergias não possa ser curada, os tratamentos podem ajudar a aliviar os sintomas da alergia.

As principais doenças alérgicas são:

Alergias respiratórias: são doenças inflamatórias crônicas que acometem as vias respiratórias, sendo a asma e a rinite alérgica as doenças mais comuns.

Alergias dermatológicas: são doenças alérgicas de pele e também atingem indivíduos que tenham tendência hereditária (genética). As principais manifestações são: dermatite atópica, dermatite de contato, urticária, angioedema e estrófulo (alergia a picadas de mosquitos e pulgas).

Alergias alimentares: a maioria dos casos de reações adversas aos alimentos são de origem não alérgica, como é o caso das reações tóxicas (diarreia após ingestão de alimentos com toxinas bacterianas) e as intolerâncias alimentares (por dificuldade de digestão do alimento, como nos casos de intolerância a lactose). Em se tratando de alergia alimentar, é necessário o envolvimento do sistema imunológico que responde de forma exagerada e anormal contra constituintes dos alimentos. As principais manifestações de alergia alimentar são: dermatológicas (urticária, angioedema, dermatite atópica), gastrointestinais (vômitos e diarreia) e anafilaxia. Vários alimentos podem causar reações alérgica: leite de vaca, ovo, amendoim, soja, peixes e frutos do mar (principalmente o camarão) e nozes.

Alergia medicamentosa: é a reação adversa a medicamento De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) é qualquer efeito nocivo, não intencional e indesejado de uma droga, observado nas doses terapêuticas habituais em seres humanos para fins terapêuticos, profiláticos ou diagnósticos. A alergia medicamentosa ocorre quando há envolvimento do sistema imunológico.

Alergia ocular (conjuntivite alérgica): é causada por reação de hipersensibilidade e está relacionada com exposição direta ao alérgeno.

A alergia e as doenças alérgicas são tratadas com a associação do tratamento clinico às medidas de controle ambiental, para o sucesso e controle do quadro. Em caso de falha no tratamento clínico, pode-se utilizar a imunoterapia alergeno-específica, que é o único tratamento que interfere no mecanismo básico da doença alérgica.

Dicas para uma casa saudável

Ventilação: manter janelas abertas durante o dia. Não tenha receio: vento não faz mal

Móveis: o mobiliário deve ser simples, com bordas lisas e de fácil limpeza, que deve ser feita diariamente, com água, sabão e produtos de limpeza adequados. Evitar produtos com odor ativo. Evitar usar vassouras e espanadores, bem como aspiradores que não tenham filtros para reter partículas bem pequenas

Colchões e travesseiros: trocar travesseiros uma vez por ano e preferir modelos com espuma inteiriça. Evitar penas ou flocos. Encapar colchões e travesseiros com capas especiais contra ácaros e trocar as roupas de cama semanalmente

Animais: evitar no quarto de dormir

Cuidados no armazenamento de roupas: lavar roupas guardadas antes do uso

Controle de fatores irritantes: fumaça de cigarro, odores e umidade.

Outras notícias

Dia Mundial do Rim

  O Dia Mundial do Rim é celebrado no dia 9 de março para conscientizar a população sobre a importância dos rins para a saúde. A iniciativa da Sociedade Internacional de Nefrologia tem como objetivo promover a prevenção das doenças renais e os problemas de saúde associados a elas. Principais funções dos rins: – Filtram […]

Estresse no trabalho: sintomas e sinais

  A palavra “estresse” vem do inglês “stress”, que significa “pressão” ou “tensão”. Define-se estresse como um conjunto de reações orgânicas e psíquicas que são desencadeadas pela adaptação a novas situações. Quando em excesso, elas podem provocar desequilíbrio no organismo. O estresse é uma manifestação frequente no ambiente de trabalho e seus sintomas podem gerar […]

Dia Internacional do Celíaco

A data 16 de maio foi escolhida para divulgar anualmente o Dia Internacional do Celíaco. A doença celíaca é uma reação exagerada do sistema imunológico aos glútens, que é uma proteína encontrada em cereais, como trigo, o centeio, a cevada e o malte. Para o bom funcionamento do nosso organismo, dependemos de reações químicas, que […]