Dia Internacional do Diabético

  No Brasil mais de 13 milhões de pessoas convivem com o diabetes, o que representa 6,9% da população. E esse número está crescendo.  A Organização Mundial da Saúde estima que no mundo, atualmente, cerca de 240 milhões de pessoas sejam diabéticas, o que significa que 6% da população mundial é portadora desta doença. Segundo […]

 

No Brasil mais de 13 milhões de pessoas convivem com o diabetes, o que representa 6,9% da população. E esse número está crescendo. 

A Organização Mundial da Saúde estima que no mundo, atualmente, cerca de 240 milhões de pessoas sejam diabéticas, o que significa que 6% da população mundial é portadora desta doença. Segundo projeção internacional, até 2025 o número de portadores irá aumentar em mais de 50%, totalizando 380 milhões de diabéticos no mundo.

A Diabetes mellitus é uma doença metabólica na qual o organismo não produz insulina ou não consegue empregá-la adequadamente. A insulina é um hormônio que controla a quantidade da glicose no sangue, sendo esta a principal fonte de energia do organismo. 

O pâncreas é o órgão responsável por produzir alguns hormônios importantes para nosso sistema digestivo, inclusive a insulina, através das células beta. Assim, conforme a necessidade do organismo, é possível determinar se a glicose consumida vai ser utilizada como combustível para as atividades do corpo ou se será armazenada como reserva, em forma de gordura.

A diabetes mellitus pode ser classificada em tipo 1 (aparece geralmente na infância ou adolescência e ocorre quando o sistema imunológico “ataca” equivocadamente as células beta, causando a redução ou supressão da produção da insulina) e em tipo 2 (aparece quando o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz ou não produz insulina suficiente para controlar a glicemia, sendo diagnosticada frequentemente na fase adulta).

Infelizmente ainda não há cura para o diabetes, mas existem vários tratamentos disponíveis. Entretanto é fundamental seguir o tratamento corretamente e de forma regular, associando a hábitos saudáveis para garantir uma melhor qualidade de vida.

Independente de ser portador de diabetes, ter uma alimentação saudável, controlando a ingestão de doces e gordura, ajuda a manter o peso saudável e a controlar o surgimento de doenças.

Pessoas com diabetes devem evitar o consumo de doces e de carboidratos. Além disso, exercícios físicos regulares ajudam a baixar as taxas de glicemia, pois quando há aumento do gasto de energia o organismo utiliza a glicose presente no sangue em maior velocidade.

No dia 27 de junho será celebrado o Dia Internacional do Diabético, sendo fundamental promover a conscientização de todos sobre esta doença silenciosa. 

Outras notícias

Dia Internacional da Luta contra Endometriose

  Na última terça-feira foi celebrado o Dia Internacional da Luta contra Endometriose. Essa campanha possui o objetivo de conscientizar a população sobre a doença. Segundo dados da Associação Brasileira de Endometriose, cerca de 15% das mulheres em idade de reprodução (dos 13 aos 45 anos), são atingidas pela endometriose. Estima-se que no Brasil uma […]

Dia Mundial do Doador de Medula Óssea

  No terceiro sábado de setembro celebramos o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, tendo esta campanha o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da doação de medula óssea. O transplante de medula óssea consiste na substituição de uma medula óssea doente, ou deficitária, por células normais, com o objetivo de reconstituição […]

Dia Nacional da Mulher

  O Dia Nacional da Mulher é comemorado em 30 de abril e tem como objetivo promover a inserção da mulher em todas as áreas da sociedade.  Esta data também é essencial para lembrarmos da importância dos cuidados com a saúde da mulher. Confira alguns exames fundamentais:   •Papanicolau: este exame é importante para detectar […]