Dia do Doador Voluntário de Sangue

  Todo dia 25 de novembro é celebrado o Dia do Doador Voluntário de Sangue, data implementada não só para homenagear as pessoas que reservam um tempinho do seu dia para doar sangue, mas também para informar e conscientizar a população sobre a importância de ser um doador de sangue. Celebrado anualmente no dia 25 […]

 

Todo dia 25 de novembro é celebrado o Dia do Doador Voluntário de Sangue, data implementada não só para homenagear as pessoas que reservam um tempinho do seu dia para doar sangue, mas também para informar e conscientizar a população sobre a importância de ser um doador de sangue.

Celebrado anualmente no dia 25 de novembro, essa data comemorativa foi estabelecida através do Decreto de Lei nº 53.988, de 30 de junho de 1964, assinado pelo presidente Castello Branco, como a data oficial do doador de sangue no Brasil.

O sangue é responsável por transportar substâncias importantes para o bom funcionamento do corpo e é insubstituível. Doar sangue, além de um ato de solidariedade humana, ajuda a salvar milhares de vidas todos os dias.

Existem critérios que permitem ou que impedem a doação de sangue e eles são determinados visando a proteção do doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o percentual ideal de doadores para um país esteja entre 3,5% e 5% de sua população. No Brasil, não atingimos 2%.

São doadas cerca de 3,6 milhões de bolsas de sangue por ano, mas essa quantidade não garante o suporte necessário para a demanda atual, sendo os hemocentros obrigados a trabalhar com baixos estoques. Consequentemente há impacto na quantidade de procedimentos realizados, sendo muitas vezes necessária a suspensão de cirurgias e transplantes, afetando também a qualidade do atendimento aos pacientes com distúrbios hematológicos, crônicos e agudos.

Para ser um doador de sangue devem ser respeitados alguns pré-requisitos: idade mínima de 18 e máxima de 69 anos; ter, no mínimo, 50 quilos; estar saudável, bem alimentado e descansado; mulheres, após o parto, devem esperar de 90 dias  a 180 dias para doar sangue devendo seu ginecologista ser informado.

Após uma doação de sangue, mulheres devem esperar 90 dias e homens 60 dias para voltar a doar.

Passo a passo para doação de sangue: a doação segue os seguintes passos:

1 – Cadastro: O doador, portando um documento oficial com foto, é cadastrado e recebe um questionário para ser respondido. Esse questionário tem o objetivo de avaliar se há alguma situação ou doença que impeça a doação de sangue. Portanto, as respostas devem ser sinceras e qualquer dúvida deve ser esclarecida na próxima etapa – a triagem clínica.

2- Triagem clínica: O doador é entrevistado e examinado por profissional de saúde, em local que garanta a privacidade e o sigilo das informações. Esse profissional verifica as respostas do questionário e avalia pessoas com alto risco de transmitir doenças pelo sangue. O doador deve estar consciente de que as suas respostas são muito importantes para garantir a sua integridade física, bem como a de quem vai receber o seu sangue. A segurança do paciente que recebe transfusão começa com o doador.

3- Coleta de sangue: A coleta de sangue dura no máximo 10 minutos. Todo o material utilizado é estéril e descartável. Não há risco de contrair doenças doando sangue.

4- Lanche – Após a doação o doador recebe um lanche e informações sobre os cuidados básicos que devem ser tomados após a coleta do sangue.

 

Outras notícias

Dia Internacional da Mulher: saúde feminina

  O Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, é resultado de uma série de lutas e reivindicações das mulheres por melhores condições de trabalho, direitos sociais e políticos. Mas, antes de tudo, ter conhecimento sobre a saúde do próprio corpo é um fator primordial para que todos os objetivos sejam alcançados. A […]

Conjutivite

    Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia, surtos de conjuntivite podem ocorrer em qualquer época do ano. No entanto, eles são comuns nos meses da primavera e do verão, pois o calor, a umidade e também o tempo muito seco favorecem a disseminação dos agentes infecciosos, como vem acontecendo nesse período nos […]

Novembro Azul: saúde do homem

  No mês da campanha de conscientização sobre o câncer de próstata, é importante também falarmos sobre outras doenças que afetam os homens. Quando falamos em doença da próstata é muito comum pensarmos imediatamente no câncer, mas existem outras patologias que podem acometer essa glândula, como a prostatite e a hiperplasia de próstata. Não há […]