Alimentação saudável e atividade física

  A mudança no padrão alimentar e a substituição dos alimentos in natura e minimamente processados por alimentos processados ou ultraprocessados tem gerado um processo de transição epidemiológica e nutricional com a diminuição dos casos de desnutrição e aumento dos casos de obesidade.  Além disso, as comodidades da vida moderna e o excesso de atividades […]

 

A mudança no padrão alimentar e a substituição dos alimentos in natura e minimamente processados por alimentos processados ou ultraprocessados tem gerado um processo de transição epidemiológica e nutricional com a diminuição dos casos de desnutrição e aumento dos casos de obesidade. 

Além disso, as comodidades da vida moderna e o excesso de atividades diárias, limitando o tempo para se dedicar a uma atividade física ou prática esportiva, além das facilidades automatizadas que substituem as atividades ocupacionais, levam ao sedentarismo, agravando este cenário. 

Dados do Ministério da Saúde de 2016, apontam um aumento das doenças crônicas relacionadas diretamente à má alimentação e à inatividade física. No caso das crianças, estudos apontam que a presença de um ou mais equipamentos eletrônicos no quarto está associado com o aumento das médias de gordura corporal, pois estimulam o sedentarismo. 

Os gastos no Brasil com as doenças crônicas não transmissíveis correspondem a aproximadamente 70% dos gastos assistenciais com a saúde e estima-se que 75% dos casos novos de doenças não-transmissíveis poderiam ser explicados por dieta e inatividade física. 

A associação de má alimentação e sedentarismo pode ter como consequências doenças como o infarto agudo do miocárdio, trombose, hipertensão arterial, diabetes mellitus, obesidade, osteoporose, estresse e ansiedade, câncer, diminuição das lipoproteínas de alta densidade (HDL – “o bom colesterol”), privação do sono e diminuição da força das articulações e do tônus muscular, além de efeitos no convívio social, tanto no ambiente de trabalho quanto familiar. 

 

Manter uma alimentação saudável significa limitar o consumo de gorduras, dando preferência às gorduras insaturadas, como o azeite de oliva; aumentar o consumo de frutas, verduras, vegetais, legumes, grãos integrais e frutas secas; limitar a quantidade de açúcares, especialmente os refinados; limitar o consumo de sal ou sódio; consumir proteínas de origem animal e vegetal e evitar o consumo de substâncias cancerígenas e de alimentos que podem estar contaminados. 

Segundo a OMS, 58% da população da América Latina está com excesso de peso e 23% está obesa, sendo este quadro muitas vezes iniciado na infância, através da ingestão de alimentos processados. 

Resultado de imagem para piramide alimentar

 

Portuguese Healthy Eating Plate

É importante reconhecer os benefícios à saúde associados às atividades físicas moderadas, encorajando as pessoas a se tornarem mais ativas, incluindo programas flexíveis em suas vidas cotidianas. 

Indicado para todas as idades, a adoção desse hábito permite melhor qualidade de vida. Quando praticada regularmente a atividade física é capaz de melhorar a circulação sanguínea, fortalecer o sistema imunológico, ajudar a emagrecer e reduzir o risco a doenças cardíacas. 

  • Combater o excesso de peso;

  • Melhorar a auto-estima e promove a sensação de bem-estar;

  • Diminuir a depressão;

  • Melhorar o desempenho escolar, no caso de crianças e adolescentes;

  • Diminuir o estresse e o cansaço;

  • Aumenta a disposição;

  • Promove o fortalecimento do sistema imune;

  • Melhora a força e resistência muscular;

  • Fortalece ossos e articulações;

  • Melhorar a postura;

  • Diminui a dor;

  • Diminui o risco de doenças cardiovasculares;

 Cabe ressaltar que os benefícios de uma vida ativa serão percebidos também na terceira idade, possibilitando maior independência para a realização das atividades da vida diária e menor gasto em saúde.

 É importante antes de iniciar a prática exercícios e a reeducação alimentar, buscar orientação profissional para se certificar de que esteja apto para a realização da atividade física pretendida.

Outras notícias

Dia Mundial da Tuberculose

  Dia 24 de março é o Dia Mundial da Tuberculose.  Esta data foi criada em 1982 pela OMS sendo escolhida para homenagear os 100 anos da data de descoberta do bacilo causador da doença por Robert Koch, em 1882. Entretanto não é uma data para comemoração, mas uma ocasião para mobilização mundial para lutar contra […]

Dia Mundial da Saúde

  O Dia Mundial da Saúde é celebrado em 7 de abril. Esta data comemorativa foi criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1948 com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação da saúde para ter uma melhor qualidade de vida. Saúde é definida pela OMS como “o estado de […]

Dia Nacional de Combate ao Cancer Colorretal

  No mês de março é celebrado o Dia Nacional de combate ao câncer colorretal. Esta campanha tem como objetivo informar e conscientizar a população sobre a importância da prevenção desta doença. O câncer colorretal atinge o intestino grosso e/ou o reto, podendo ser também chamado de câncer de intestino. Seu desenvolvimento é lento e […]